Pesquisar este blog

CONTATOS:

E-mail: blogradiomania@hotmail.com
DIVULGUE SUA EMPRESA OU EVENTO EM NOSSO BLOG

OBRIGADO PELA VISITA


Após ignorar concorrente no Pan, Globo exibe logo da Record em série de reportagens



A Globo exibiu na noite desta sexta-feira (07) um  episódio da série com músicos que supostamente fizeram história com músicas opositoras ao regime militar no Brasil, que iniciou em 1964. O personagem da vez, da reportagem que foi ao ar no “Jornal da Globo”, foi o cantor e compositor Geraldo Vandré.
Ele, que compôs músicas como Pra Não Dizer Que Não Falei De Flores, foi destaque, mas um algo a mais chamou a atenção de alguns telespectadores.
Durante a reportagem, a Globo exibiu Jair Rodrigues cantando a música Disparada, de autoria de Vandré, mostrando o logo da Record e com a legenda “imagens cedidas pela TV Record”.
Até aí, tudo bem, mas é de se estranhar que há semanas atrás, a emissora deixou de realizar uma grande cobertura do Pan, como foi feito em outros canais, apenas para não divulgar o logo da concorrente. A emissora cobriu o evento apenas comfotos, o que causou indignação em alguns telespectadores.
(Foto: Reprodução/TV Globo)
Apesar da Globo anunciar Geraldo Vandré como ídolo da esquerda estudantil, ainda é um enigma a verdadeira posição política do músico.
O próprio Vandré, em entrevista ao Globo News, revelou apreciar os militares, não ter sido torturado na época do regime, dando a entender que durante anos a mídia de esquerda manipulou o pensamento da população à respeito de suas ideologias.
Na entrevista, Vandré ainda fala que não teve a intenção de ofender o Regime com sua música, que também foi cantada para os militares.
“Nunca fui antimilitarista. Nunca assumi tal posição. Fui lá e falei o que queria dizer, numa canção que foi dita e cantada no Brasil diante de todo mundo. A canção foi cantada para os soldados também.”
Fonte: Tv Foco

Nenhum comentário:

Postar um comentário